UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Busca
Em destaque
Atualidades

⚠️ Manobra da Cedae para eliminar efeitos da geosmina acabou lançando metal pesado na água e não resolveu problemas

A crise da qualidade da água do Grande Rio se aprofunda e vai além do insucesso da Cedae para remover a geosmina. O tratamento usado pela empresa para supostamente combater a poluição do Rio Guandu não apenas não funcionou, como ainda lançou um novo poluente — o lantânio, um metal tóxico pesado — na água consumida por nove milhões de pessoas do Grande Rio, alertam cientistas.
Segundo dados da própria Cedae, 190 toneladas de Phoslock, uma espécie de argila modificada que contém o lantânio, foram lançadas na lagoa do Guandu desde janeiro do ano passado, quando ocorreu a primeira crise da geosmina.
O Phoslock é usado em rios quando há proliferação de cianobactérias. Essas, segundo a Cedae, seriam a origem da geosmina e do 2-mib, que mudaram o gosto e o cheiro da água. O lantânio, presente na fórmula da argila, se associa ao fósforo, encontrado em material orgânico e leva as impurezas para o fundo do mar. O lantânio é um metal extremamente tóxico. Estudos internacionais o relacionam a problemas no fígado, malformações congênitas no lábio e no palato e danos à fertilidade. Cientistas alertam para a gravidade da crise no estudo “Colapso da qualidade do Rio Guandu”. O artigo é assinado por especialistas da Uerj, da UFRJ, da Uerj e da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf).

Para terminar de ler esta matéria acesse nosso 4Shared

Fonte: O Globo

Editais

08/04/2021

⇨ Edital de Seleção Programa de Pós-graduaçã...

O Departamento de Química da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) faz saber ...

Agende-se

25/03/2021

XI Encontro da Rede Braspor

de 26 a 29 de outubro em Porto, Portugal A Rede BRASPOR tem como objetivo principal o desenvolvi...

Notícias

08/04/2021

ICMBio muda resultado e dá concessões no Cristo a ...

Documentos apresentados por um grupo empresarial bastaram para que o Instituto Chico Mendes de Conse...

Oportunidade

28/05/2020

Revista do Ambiente de Niterói

A Revista do Ambiente de Niterói (ISSN: 2594-5718) está com chamada aberta para recebimento de artig...