UERJ UERJ Mapa do Portal Contatos
Menu
Home > Atualidades > Notícias
Niterói registra o 1º caso de macaco infectado por febre amarela em 2018

18/01/2018

Niterói, na Região Metropolitana do Rio, registrou o primeiro caso de um macaco infectado pelo vírus da febre amarela no estado em 2018. A confirmação é da Secretaria Estadual de Saúde. Além disso, subiu para cinco o número de caso da doença no Estado do Rio. De acordo com o informe epidemiológico divulgado na tarde desta quarta-feira pela secretaria estadual de Saúde, foi registrado um novo caso em Teresópolis, na Região Serrana. Ao todo, são cinco casos no estado desde o início do ano: dois em Teresópolis (uma morte) e três em Valença (duas mortes).
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, "Niterói possui 60% de cobertura vacinal - uma das maiores coberturas da Região Metropolitana - e 50 mil doses da vacina contra a febre amarela em estoque". A pasta afirma ainda que "disponibilizou outras 160 mil doses para a prefeitura, o que será suficiente para imunizar todo o público-alvo".
Em Valença, no Sul Fluminense, há treze casos suspeitos aguardando o resultado da sorologia, de acordo com a secretária municipal de Saúde do município, Soraia Furtado da Graça. A vacinação foi reforçada no município.
A prefeitura de Niterói não informou onde o primata foi encontrado para evitar reações equivocadas de populares como a matança de animais na região. Já foram imunizadas 190 mil pessoas só em 2017, e a partir de quinta-feira o município anunciou que vai ampliar a rede de vacinação com mais oito postos. O macaco teria sido encontrado em região urbana, porém a Secretaria estadual de Saúde informou que ele foi achado na mata.Ano passado, uma outra morte de primata por febre amarela foi confirmada na Reserva de Tinguá, em Nova Iguaçu.
Na segunda-feira, quatro macacos foram encontrados mortos na entrada da Floresta da Tijuca, no Rio. Também há relatos de macaco encontrado morto em Itaipava, na Região Serrana. Os animais foram levados para análises, mas ainda não há informações sobre a presença do vírus da febre amarela nos corpos.

Leia mais em aqui

Novidades

Niterói registra o 1º caso de macaco infectado por febre amarela em 2018

18/01/2018

Niterói, na Região Metropolitana do Rio, registrou o primeiro caso de um macaco infectado pelo vírus...

Gavião-carijó ferido é resgatado em empresa de Sorocaba

18/01/2018

Um gavião-carijó ferido foi encontrado em uma empresa na avenida Independência, na Zona Industrial, ...

PF faz operação de combate à exploração ilícita de madeira da Amazônia

18/01/2018

Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (18), nos portos de Manaus, a última etapa de oper...

Anvisa aprova novas regras para exposição de cigarros no comércio

18/01/2018

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou resolução com regras mais rígidas para e...

Novo satélite mostra que desmatamento na Amazônia é maior do que o imaginado

18/01/2018

A Amazônia perdeu 184 quilômetros quadrados de florestas em dezembro de 2017, segundo informações do...

Surfistas têm risco três vezes maior de contrair superbactérias, diz estudo

18/01/2018

Surfistas de centros urbanos têm três vezes mais risco de contrair superbactérias resistentes a anti...